[Ficha de Personagem] Nolito de Centauro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Ficha de Personagem] Nolito de Centauro

Mensagem por Nolito de Centauro em Qua Abr 08, 2015 12:14 am






Nolito de Centauro



Informações Básicas

Nome: Manoel "Nolito" Agudo Durán
Idade: 16 Anos
Sexo: masculino 
Signo: Capricórnio
Veste: Armadura de Prata de Centauro
 
Psicológico

     Mesmo no ápice de sua juventude mostra muita maturidade, pois sempre precisou dessa características juntamente com a engenhosidade, destreza e força de vontade para sobreviver as mazelas da vida. A morte de seus pais por enfermidade ainda quando criança, o fez amadurecer rapidamente, levando uma vida de adulto mesmo sendo uma criança, possuindo responsabilidade e decisões importantes. Engenhosidade, para conseguir comida, fugir das autoridades, bandidos ou qualquer coisa que ameaça sua vida, sempre teve ideias geniais e inusitadas para resolver seus problemas. Muito hábil, tem muita facilidade de aprender e assimilar conhecimentos, treinamentos e situações da vida, sempre crescendo e evoluindo. Sua força de vontade, que muitos veem como teimosia, é inabalável, nunca desiste do que acha certo, do que segue, de sua vida, do que protege, mesmo parecendo não ter chances irá rastejar pela esperança e probabilidade. Sempre mal humorado e rabugento raramente consegue-se ver um sorriso, esse amarelo e sem graça. Não evita as pessoas, geralmente se mantém por perto delas, provavelmente por não ter família, o seu péssimo humor faz tratar mal as pessoas com patadas, agressões verbais e má respostas, porém sempre se põe para ajudar quem precisa.


Aparência


     O ruivo, apelido o precede e também o define muito bem, com seus cabelos arrepiados para o alto e pelos vermelhos cor de fogo, olhos castanhos avermelhados, pele queimada de sol. Rosto ovalado, com maçãs definidas, fino e arredondado, com orelhas pequenas,  Possui marcas de queimadura nos seus braços, pernas corpo e rosto, não tão acentuadas como deveria ser por uma qualidade adquirida com seus treinamentos. Possui 1,80 de altura e 75 quilos, uniformemente  distribuídos em um corpo musculoso e forte, desde braços e pernas e as partes do tronco. Possui um visual rútico e caipira, normalmente é visto de calças jeans surrada, camiseta branca, camisa xadrez em azul, amarelo e preto por cima da camiseta, botas de trilha em marrom com detalhes negros, braceletes e contos em couro marrom.

História

     A vida de Nolito começa na Espanha,  ilha mediterrânica de Minorca cidade de Es Migjorn Gran, filho de um pedreiro e uma costureira, a família possuía uma vida simples e digna. Quando era apenas uma criança assistiu seus pais definharem a uma epidemia que assolou toda a região onde viviam, passou a cometer pequenos delitos para ajudar a si e aos seus pais, porém em vão. Aos 6 anos de idade com os pais mortos, sem outros familiares passa a viver sozinho na pequena casa onde nasceu, roubando mantimentos, roupas e o que era necessário para sobreviver. Fugiu do orfanato onde não era bem vindo por ser desobediente e indisciplinado, sendo largado nas ruas. Sua principal atividade era furtos no comércio e aos turistas, nunca brincou ou se divertiu com outras crianças, na verdade nunca conviveu com uma pessoa da sua idade.

      Dia comum de calor escaldante na pequena ilha espanhola encravada no mar mediterrâneos, com seu comércio pacato e poucos turistas, com crianças correndo pelas ruas, pessoas de todas as estirpes, boas, ruins, indiferentes, um forasteiro observa a pequena cidade. O visitante observa que grande parte das pessoas vivem com dificuldades e lutam pelas suas vidas, mas uma coisa chama atenção, um garoto de aproximadamente dez anos que fugia após roubar algumas frutas de uma banca, larga tudo para defender para defender uma garotinha, mais nova que ele, de adolescentes que tentavam se aproveitar dela e a espancavam sem motivos. O garoto pulou a frente da garotinha, que rastejava pelo chão de pedras e cascalhos, tomando os ponta pés e socos que tinha a direção dela, formava uma barreira com o próprio corpo. Passou a mão por entulhos jogados no chão, se armando com um pedaço de madeira golpeando as pernas dos mais velhos que os agrediam, mas parecia que não adiantava, a criança mais nova chorava e gritava, porém ninguém os ajudava, o mais velho não derramava uma gota de lágrima, apenas sangue escorria da sua testa por um golpe que havia sofrido na cabeça. O homem visitante não aguenta mais a cena e com um rápido movimento se aproxima do grupo e com um golpe com seu braço esquerdo gera chamas na direção dos agressores os afastando. Estende as mãos para as duas crianças e as mostra que os agressores recuaram, com a garotinha agradecendo rapidamente saindo correndo desesperada, certamente para a sua casa e família. O garoto para a frente do herói momentâneo o encarando fixamente, o forasteiro abre um sorriso para o garoto, mas não tem a resposta apenas uma encarada.

- O que foi garoto, não vai correr pra casa e pra sua família? Gostaria de apanhar mais? Não está feliz por eu ter salvado vocês? Você deveria me agradecer.- O ar de deboche não faz o garoto mudar sua postura. - Vai ficar ai que nem estátua? Fique sabendo que eu gostei da sua atitude você, tem coragem, garra e fibra, mas é pequeno de mais, mas o essencial você tem que é um bom coração. - Gargalhando se vira em direção ao seu caminho.
- Espere, como você fez aquilo? Como é tão forte, e conseguiu amedrontar facilmente um grupo?
- Então você não é mudo, mesmo sendo mal criado e mal agradecido.[/color] -Voltava a olhar para o garoto com o mesmo ar de piada anterior[/b].- O que eu fiz não foi nada, você que é muito pequeno e jovem.[/b][/color] - Observa uma mudança de postura para o garoto, um rosto de desolamento e solidão.
- Me ensine ser como você, eu preciso ser igual a você para poder viver. - O garoto abaixa a cabeça como uma reverência, seus ombros também abaixam e suas costas se arqueiam um pouco como sinal de fraqueza.
- Vou pensar no seu caso garoto, porque não vai para sua casa e sua família?, e me oferece um pouco de comida, estou morto de fome. - O sorriso no rusto muda subitamente com as palavras do garoto.
- Eu não tenho família, meus país faleceram tem algum anos, fui expulso do orfanato, se quiser pode ir até a minha casa mas não tem comida e apenas alguns móveis da época que meus pais eram vivos e não foram roubados. - Continuava cabisbaixo.
- Tudo bem garoto, não ligo para luxo e pode deixar que eu compro a comida. Meu nome é Nesso, vamos logo antes que fique tarde.
- Meu nome é Nolito, por favor me siga. - Ainda sério porém mais calmo e com um pouco de felicidade, o garoto aponta o caminho que devem seguir. Passam rapidamente pela feira da cidade, com os olhares atentos e desconfiados sobre aquele que sempre saqueava, ou pelo menos tentava, agora comprando. O garoto escolhe alguns pães, frutas, queijo e embutidos, tudo sendo devidamente pagos por Nesso.

     Na chegada a casa de Nolito é observado uma velha casa, cheira de buracos nas paredes e tetos, móveis de madeira, velhos e apodrecendo, não havia qualquer tipo de conforto, poucos lugares para se sentar, a cama estava forrada apenas com falha, não tinha água encanada, com pequenos baldes espalhados pelo banheiro e cozinha, esta além dos baldes havia apenas uma pia suja e um pequeno fogão a lenha. Nesso ficou perplexo de como uma criança poderia viver sozinha e nestas condições, e se perguntava mentalmente o que deveria fazer. O garoto prepara a mesa simples, com o melhor que tinha, uma toalha de mesa poida e velha, que ele tinha orgulho em falar que sua mãe tinha fabricado. Ao sentar a mesa é notória fome, comendo em velocidade descomunal, praticamente sem respirar  Após a ceia, Nesso escuta a história do garoto, de como ele perdera os pais, de como era sua batalha diária para viver sozinho, decide lhe fazer uma proposta, para que largue a cidade e o acompanhe até a Grécia, onde morava. Desconfiado o garoto reluta um pouco, porém aceita, pois não tinha nada a perder naquela cidade e após as mortes de seus pais nunca ninguém teria feito algo por ele.

     De malas prontas, ou uma pequena mala, no caso de Nolito, partem para o cais para embarcar em um navio mercante em direção ao leste mediterrâneo adentro. Mesmo contrariado Nolito trabalha juntamente com Nesso dentro navio em troca da carona e pela comida. Vários dias de viajem, encontram várias pessoas, cidades e ilhas diferentes, tudo muito novo para o garoto que nunca havia saído de sua pequena ilha natal. Após um mês de viajem chegam próximos ao destino a ilha Kanon, na verdade ficaram em uma ilha vizinha com uma pequena aldeia e remaram em uma canoa até a ilha de Kanon. A ilha de destino era deserta, podendo avistar uma pequena cabana e um vulcão imponente.

     Após acomodar o garoto, Nesso  o chama para o grande espaço aberto entre a cabana e o vulcão, e de que agora vai explicar não só seus movimentos mas também a verdadeira força, que na verdade ele era um cavaleiros da Deusa Athena. O garoto mesmo sem entender as palavras do seu futuro mentor acha a história curiosa, prestando atenção em cada palavra e gesto. Primeiramente o cavaleiro de Athena diz que ele faz parte dos guerreiros que lutam pela paz e justiça da Terra, que esse título só era dado para raros seres merecedores de tal honra, que estes poderiam abrir fendas no chão, rasgar os céus e esmagar rochas, além de outras coisas, apenas com braços e penas. Nesso vendo que seu aprendiz não acreditava em suas palavras segura uma pedra em uma das mãos, seu corpo começa a emanar uma luz prateada e com um simples movimentos de seus dedos a rocha se desfaz como pó. A explicação para tamanha facilidade era poder controlar e destruir os átomos que compunham a rocha, fazendo a desfragmentar daquela maneira. Seguindo as explicações o jovem professor estende seu braço direito na horizontal com a mão espalmada gerando uma chama intensa vermelha, diz que o seu controle sobre os átomos causa combustão e formação de plasma, e este era controlado pela sua cosmo energia, forma primeiramente uma esfera de fogo e em seguida uma pequena espada. Descreve ao garoto que o cosmos está presente em todas as coisas vivas e não vivas, podendo ser controlados por pessoas que dominam o cosmos. Por fim o garoto boquiaberto vê Nesso apontando para uma caixa estranha, falando que era caixa de pandora, onde sua armadura estava, porém só poderia utilizar quando fosse a hora de proteger a humanidade. Passa a ensinar o ideal de paz e justiça da Deusa Athena, explicando o grande amor e compaixão da divindade, e a história desde as eras mitológicas aos dias atuais, como  sempre protege a humanidade.

    Inicio dos treinamentos Nesso explica à Nolito que o treinamento será árduo, que o que passou na sua vida não é nada se comparado o que está por vir, na ilha ele será seu adversário 24h por dia, sete dias na semana, que não terá folga, que ele deve batalhar pela vida a todos os momentos.Se Nolito quiser viver terá que lutar contra Nesso, lutará por comida, resistirá as intempéries da natureza, dominará a cosmo energia e as forças da natureza, dominará o calor, as chamas, os ventos e o vulcão da ilha, tendo que superar seu mestre. Aprenderá o segredos do cosmos, da energia física, da energia espiritual, da energia sobrenatural, se tornando o mestre das chamas como ele.
 

     Anos se passaram de árduo treinamento físico, mental, espiritual e cosmo energético, onde a criança de outrora se torna um adolescente com o corpo de homem, forças para suportar toneladas, velocidade sobre humana, concentração inabalável, controle do cosmos, sendo agora ele capaz de destruir rochas, rasgar os céus, abrir fendas no chão, controlar chamas, gerar correntes de ar, passando de aprendiz á algo bem próximo de um cavaleiro. Seu mestre aponta para o vulcão dizendo que este seria seu ultimo treinamento, deveria suportar a temperatura e pressão de dentro do vulcão para poder se tornar um verdadeiro cavaleiro da paz e da justiça. Nolito segue as ordens e instruções e partindo em direção ao vulcão, nos primeiros dias ele consegue apenas chegar próximo ao vulcão, não aguentando o calor e o cheiro de enxofre, além de se queimar várias vezes. Ao passar dos dias, sua resistência e controle vão aumentando, passando ficar mais tempo próximo ao magma. Chega o momento em que o jovem passa a não se queimar, além de controlar chamas começa a controlar o magma, fazendo o movimentar, criar formas, tocar sem se queimar. Chega ao ápice de seu treinamento suportando todo o magma contido no vulcão, podendo caminhar sobre ele, deixar o magma tomar conta de seu corpo tornando-se um só com o vulcão. 

     Decidido que cumpriu seu treinamento toma caminho de volta para o encontro de Nesso, faltando pouco para chegar a cabana, vê seu mestre sendo atacado por três seres de vestes negras que impiedosamente o golpeiam, mesmo trajando sua fantástica armadura prateada. Não suporta aquela cena e parte a toda velocidade na direção da batalha, com seus punhos em chamas tenta acetar um golpe nos inimigos, mas totalmente em vão, sendo jogando para o canto. Nesso exausto é seguro por dois dos guerreiros negros enquanto o terceiro o desfere um golpe fatal, a cena comove Nolito que berra, - Não vou mais perder ninguém! - Transbordando em raiva faz seu cosmo explodir e entrar em ressonância com o vulcão, ao mesmo tempo que a armadura de centauro saia do corpo de Nesso e vestia Nolito buracos se abriam no no chão, criando pilares de magma saindo destes. Os pilares de magma cortaram o chão em direção aos assassinos, estupefatos pelo acontecido, literalmente os engolindo. A pressão e temperatura do magma destrói completamente os inimigos, porém a reação causa um efeito catastrófico no vulcão e consequentemente na ilha, inciando a auto destruição. Nolito percebe que ainda há vida em Nesso e corre em direção a ele, porém já era tarde o mestre só diz: - Você agora é o novo cavaleiro de prata da constelação de centauro, deve seguir o caminho da justiça. Vá até o santuário encontre o Grande Mestre, siga sempre as vontades da Deusa Athena, encontre seus futuros companheiros.
   
    A Ilha de Kanon estava tomada por chamas e lava, Nolito pega o que restou de útil na cabana de Nesso partindo em direção ao santuário de Athena. Com bastante custo consegue encontrar o santuário, onde guardas são reticentes à sua entrada, porém uma ordem superior de uma mulher trajando uma veste dourada, que ao ver sua caixa de pandora as costas, permite sua entrada. O jovem cavaleiro é levado à presença do Grande Mestre, onde se apresenta formalmente. O líder do cavaleiros de Athena mostra conhecimento sobre o garoto, diz que já havia recebido noticias de Nesso, que o jovem era seu discípulo. - Mesmo Nesso sendo um excelente cavaleiro e provavelmente ou treinou muito bem, você ainda é jovem e precisa aprimorar suas habilidades, o posto de cavaleiro de prata não é para qualquer um, você deve honrar a Deusa Athena, o santuário e seu falecido Mestre. Nolito absorve tais palavras, abaixa sua cabeça reverenciando o Grande mestre e consentindo suas palavras, partindo em direção ao centro do santuário, para conhecer seu novo lar.  

As chamas da justiça




_________________
avatar
Nolito de Centauro
Cavaleiro de Prata

Capricórnio Mensagens : 9
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 20

Dados do Saint
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Nível: 3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Ficha de Personagem] Nolito de Centauro

Mensagem por ADM Daënna em Qua Abr 08, 2015 10:58 am

Aparência e Psíquico - Bem detalhados e de fácil compreensão. 


História - Como uma parte essencial de toda ficha, a sua teve uma boa narração abusando de uma variedade linguística ótima para lapidar durante alguns prólogos e etc. Achei alguns erros pequenos que não me fizeram ficar "atordoada" em dar continuidade e pode aplicar-se corretamente para a veste que escolheu. 


TOTAL : Ficha aprovada, meus parabéns e seja bem vindo novo cavaleiro! 
avatar
ADM Daënna
Admin

Aquário Mensagens : 158
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 2

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum