Darthklaus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Darthklaus

Mensagem por Darthklaus de Griffon em Seg Abr 06, 2015 1:00 pm


Darthklaus, A estrela da Nobreza

Nome: Darthklaus
Idade: 127 anos
Sexo: Masculino
Signo: Gêmeos
Veste: Sapuris de Griffon



Aparência:

quem diga que o belo e jovial Darthklaus possua a aparência de um príncipe, seus belos e longos cabelos lisos de coloração carmesim acentuada na raiz e dando aparência Degradê em suas pontas, por sua vez brancas, não revelam seu mais de um século de existência. Outrora o Belo Klaus, filho de Yofindair, o Grande, fora um grande, porém cruel, príncipe que teve sua vida ceifada quando de uma meretriz recebeu veneno, sua pele, outrora corada, tornou-se alva como a neve e seus cabelos perderam em parte sua coloração, tornando-se oque são neste momento. 
Seus olhos cor violeta, apesar de belos, são apáticos e profundos, já seu corpo definido e musculoso, devido ao intenso treinamento enfrentado em vida, permanece radiante. Sua Beleza é tão estonteante que mascara seu psicológico frio e sanguinário. A única marca em seu corpo encontra-se em seu peito, uma cicatriz, um corte na diagonal, da esquerda para direita, em forma de traço.
Sua pele, apesar de branca, não possui um tom fúnebre, apresenta um tom vívido de branco, algo inexplicável a quem não o vislumbrou com seus próprios olhos, momento este muito raro, pois Klaus não se deixa vislumbrar, a quem diga que apenas o grande Hades o vira sem a máscara que cobre seu rosto, máscara esta que não apresenta expressão, apenas um rosto antropomorfo, porém com traços animalescos e grandes orelhas, Vermelha, porém com detalhes em dourado, apático, porém expressivo, escondendo o rosto de seu possuidor, tanto quanto suas expressões.


Psicológico:

" - Enquanto vivo, aquele ser cruel, destruiu vilarejos, incendiou casas e humanos, matou crianças, homens e mulheres, sem separar aliados de inimigos, considerava todos inferiores. Um Monstro em pele de Homem, não... isto não é o relato correto dele... Um demônio em pele de Homem. Um ser demoníaco que ceifou almas como nenhum outro... totalmente desprezível. Por fim recebeu o castigo divino e que dele não retorne nunca"

- Irmão Godfrey, Carta sobre o falecimento de Klaus, o Tirano

" - Insetos, nada mais que isto, porque o temível Klaus dedicaria suas palavras a pútridos insetos... Pobres tolos, apodrecendo sob terra, almas irrisórias, nada mais do que seres desprezíveis, não... não insetos... insetos possuem algum valor... humanos são nada.
Klaus não possui um Gênio frio e calculista, ele apenas porta-se como alguém de sua posição. Mulheres... Meretrizes, Homens... Vagabundos... Porque mereceriam suas palavras? Porque insistiam em confronta-lo? Viviam pois ele assim permitia, nada deviam fazer, além do que ele ordenasse. Tolos! Sim! Tolos!
Klaus não possui amor, Klaus não possui ódio. Klaus é Inumano, sentimentos nada mais são do que falhas humanas. Talvez este seja o motivo do Apresso de meu senhor por ele. Klaus não nutre sentimento algum, matou eles junto aos seus pais. Klaus nada mais é do que tem que ser. Se tem de matar, matará, se tem de proteger, protegerá. Não liga para seus subordinados, os usa como marionetes, pois estes, ao seu olhar, nada mais que isto são. Klaus é um ser interessante a ser respeitado, diria até temido."

- Thanatos, Pensamentos ao vento

Klaus possui temperamento forte, apesar de mostrar-se inexpressivo - por vezes atribuindo a ele o nome de Inumano -, ele despreza os seres humanos por sua mente fraca e manipulável, mas isso não significa que despreza todas as formas de vida; Klaus admira a natureza por sua perfeição e despreza os humanos por torna-la imperfeita. Um sociopata completo. Possui certa arrogância em sua fala, sendo esta apenas ouvida por seus iguais, pois assim como Leões não conversam com formigas, Klaus não conversa com Insetos. Paciente e estratégico, não importa-se em esperar milhares de anos pelo momento certo. Um Líder Nato. Um comandante Nato. Klaus nasceu para governar, nasceu para varrer o mundo com uma legião de Demônios e assim o faz, sob ordem, é claro, de seu amo, Hades.
Klaus, diferentemente do que muitos pensam, possui sentimentos, pois estes, como a todo humano, são necessários para lógica e compreensão das coisas, sem eles nunca poderia compreender seus oponentes e esmaga-los como os insetos que são. Klaus sente prazer na guerra e na morte, um sádico completo. Nos calabouços de seu castelo enormes salas de tortura, com os mais variados instrumentos horrendos, erguiam-se e criavam um cenário de horror aos seus oponentes, porém prazeroso a ele. Klaus, sádico, imoral, inumano. Klaus, o tirano. Klaus de Griffon, A estrela da Nobreza, aquele que devora os homens e trás ao mundo o terror da morte


Habilidades e Particularidades:



História:

Infância... Inferno... Não... Infância.
Klaus nunca fora uma criança normal, desde seus 9 dias de seu nome cavalgara junto ao seu pai em meio aos corpos de seus oponentes. Quando ainda infantil, teve aulas sobre Táticas de guerra e estratégias militares com generais renomados, sendo estes subjugados por seu pupilo pouco tempo depois. Klaus entendia que possuía desejos carnais como qualquer ser humano, mas desconhecia o conceito de amor, entendia de fornicação e deixar descendência, mas não entendia de desejo e paixão. Certas lendas contam que o jovem príncipe certa vez assassinou uma criada e após isso fornicou com o corpo, não é estranho o fato de tal lenda ter surgido após ele ter desmembrado centenas de senhores feudais em seus calabouços subterrâneos. 

Klaus fora um excelente líder de guerra e tornou seu reino o mais poderoso de sua época, por muitos dias de seu nome tornou a destruir feudos e domar senhores. Graças a sua liderança o reino tornou-se forte e unido, porém para que este pudesse ascender ao trono teve é claro que cometer apenas mais algumas atrocidades. 

A cidade ardia em chamas.
As estreitas ruelas que levavam ao fosso e ao primeiro terraço vomitavam fumaça e brasas, enquanto as chamas devoravam o amontoado de telhados de colmo dos casarões e casas e lambiam os muros do castelo. Do poente, da direção do cais, ouviam-se estrondos, sons de uma grandiosa batalha e surdas batidas de aríetes que faziam tremer as muralhas do castelo.
Os atacantes surgiram e rapidamente romperam as barricadas defendidas pelo povoado da cidade, estes por sua vez munidos de alabardas e arcos e flechas. Cavaleiros de capas negras como a noite montados em cavalos, também negros, saltaram as barreiras como espectros. Lâminas brilhavam a luz do luar, espalhando a morte entre os defensores em fuga.
Klaus sentiu o prazer de mais uma batalha vencida.
Cavaleiros vestindo a cor do inimigo aproximavam-se como ratos, caindo um após o outro a cada sibilo da espada do Grande.
Golpes de espadas, escudos rachando, relincho, gritos, morte, um louco turbilhão de cores, cintilantes e foscas, dançava pela cidade trazendo consigo morte e desespero. Um grito. Não, não um grito. Um Urro.
"Morra"
Não havia medo. Estrépidos de aço contra aço. As casas ao redor dançam um bailado macabro. Novos estrépidos de aço contra aço. Silvos de flechas. Não há sangue... Sangue... Há sangue... não é dele... O inimigo jaz atirado ao solo, mais um alma para o Hades.

Tolos. Acreditaram por um instante que poderiam enfrentar sua fúria. Tolos. Sempre fora assim, Klaus inicialmente acompanhava seu pai em suas gloriosas conquistas, por fim tornou-se comandante militar de seu reino, para depois assassinar seus concorrentes e tornar-se Rei. Enfrentar batalhas como aquela já não lhe davam mais prazer, estupro, tortura, sangue, morte... nada mais era o suficiente. Após cada batalha deitava-se com dezenas de meretrizes para satisfazer o desejo de sua carne, naquela noite não seria diferente... Uma meretriz... Uma duzia delas. Todas entraram no aposento vestindo nada, puseram se ao lado do seu amo iniciando a fornicação, bebeu muito vinho... vinho de mais, sim fora isso, seus sentidos estavam esvaindo-se por efeito do vinho... vinho... não... não era vinho. O sono eterno o agarrou com a fúria de um urso e o envolveu em seu abraço letal.

Uma voz... Um sussurro... Algo lhe chamou...

Som de correntes, berros de dor e sofrimento, o som da angustia, abriu os olhos, contemplou o Hades... Contemplou... Contemplou Hades. O Deus da morta aparecera diante de Klaus mostrando-se interessado em sua vida. Ali estava alguém digno de suas palavras, palavras estas ditas com prazer, sim, prazer! Klaus pronunciou-as como se saboreá-se-as lentamente, uma pós a outra. Uma proposta, um acerto. Klaus agora não seria mais Rei, seria servo, o inferno reivindicava seu prêmio, sua alma. O grande Deus Hades não era tolo e sabia o valor que aquela alma possuia. Valor inestimável. Sabia que daquele guerreiro poderia esperar oque necessitava, poderia esperar guerra a Athena, guerra aos Vivos, guerra ao Deuses. O tempo do fim se aproximava a cada instante e não tardaria a chegar. Este fora o motivo de ter sido acordado de seu sono, seria o comandante das tropas infernais, para varrer a doença chamada humanidade desta terra de perfeição que deveria ser lar apenas dos deuses. Klaus agora seria a estrela da nobreza, Klaus de griffon.


avatar
Darthklaus de Griffon
Juiz do Inferno

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2015

Dados do Saint
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Nível: 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Darthklaus

Mensagem por Kenshin Himura em Ter Abr 07, 2015 12:17 am

Avaliação

Acredito em suas capacidades, apesar de ser uma história breve como fora dito, entendo seus motivos e estou apostando em você. Ou seja, faça tudo conforme seus intuitos planejados, garoto prodígio. No mais, decreto sua ficha APROVADA. Bem-vindo!

_________________

Muriel, o cavaleiro de Áries!
avatar
Kenshin Himura
Aspirante

Escorpião Mensagens : 260
Data de inscrição : 05/03/2014
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum