[Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Kenshin Himura em Dom Mar 29, 2015 12:09 pm


Convocação do Papa

O dia apresentava-se ensolarado, expandindo uma forte brisa sobre o santuário de Athena. Estava tudo tão belo que não tinha como não desfrutar ao menos um pouco do mesmo, logo movendo-se para fora de sua morada; Muriel observara o céu azul e nulo de nuvens, resplandecendo uma majestosa tonalidade Ciana acompanhada dos raios solares. De fato, tudo parecia perfeito naquele dia, a Terra estava em total harmonia, comparando-se com os Campos Elísios com que tanto falam na Mitologia Grega. Saía de sua eminente casa, dando uma caminhada matinal, digamos. Primeiramente observara uns soldados rasos carregando pilares quebrados, quais o cumprimentavam com total respeito. E num ato de humildade se oferece para ajudá-los. 

Pudera considerar-se rara tal cena, o cavaleiro somente com o traje de baixo, exibindo seu físico. Todos estavam ali assim, então não resolveu mudar tal. Espantavam-se ao vê-lo fazendo isso, como alguém de sua patente se oferece para um serviço tão sem finalidade de o fazer? Fora deveras formado  de peculiaridades e pensamentos incompreensíveis, mesmo sendo pachorrento. 

- Mandaram lhe chamar... - Interrompe um sujeito pacóvio, qual já tivera alguns contatos para poder chegar a tal conclusão, obviamente. Não responde, apenas pegara a caixa de sua armadura e seu traje, incrustando-os em seu corpo. Agora teria de subir todas as doze casas, sendo que ainda encontrava-se próximo do Coliseu. Em passos não tão rápidos subia os degraus quais davam à seu recinto, e logo ficara visível. Adentra a mesma, passando por ali em um tempo mínimo, tendo de refazer de novo até chegar em touro, qual estava vazia. Já em Gêmeos teria de se dar com sua protetora, uma geminiana de personalidade forte.

Ao executar seus primeiros passos dentro, é surpreendido pela mesma saindo de trás de um dos inúmeros pilares que dão suporte. Apenas a encara, passando pela mesma. Ora, onde estaria sua até então educação? Sumiu, simplesmente. Perdeu a coragem ao vê-la. Enfim saíra dali, ainda ressentido pelo o que havia acabado de fazer. Mas ao dar-se conta, notoriamente havia voltado para frente da morada. Como isso era possível? Foi o que questionou a si mesmo. De punição teria de passar por tudo novamente. Que situação... Desta vez, com a mesma ali ainda na mesma posição onde há poucos minutos onde estava, acaba por dirigi-la uma palavra.

- Olá. - Indaga, com certa vergonha visivelmente escancarada. Não queria ser perdulário, no entanto, será aquilo necessário? Somente um "olá"? Eis mais uma dúvida. Continua caminhando lentamente, dessa vez olhando bem para a mesma. Escorrega, caindo bem ali à sua frente. Que dia hein...

- Ha ha ha ha! - Não conseguira conter os risos a amazona de ouro. De fato não haveria como não, que desatencioso e desastrado... - Certo, isso já basta, dessa vez deixarei que vá. - Diz num tom ainda sarcástico, sem palavras tudo o que o ariano poderia fazer era retirar-se o mais rápido possível para não passar por mais uma dessas.  Uma primeira impressão não muito boa. Sem mais delongas, enfim estivera fora, não perdendo o foco e continuando a seguir em rumo ao Salão do Mestre. 

Mais uma que modestamente não gostava, a Casa de Câncer... Ao começar a vê-la já imaginava como seria, com um cavaleiro do jeito do Áster... Seu palpite nem chegara perto das reais situações... Bizarro, melhor dizendo. Cabeças estavam à toda parte, aquela vista lhe deixava com náuseas e total desprezo quanto ao seu suposto aliado. Pelo menos ainda não o viu, e sinceramente nem queria. Embora não estivesse com sorte naquele dia, tudo parecia estar conspirado contra ele, fora impressionante.

Num salto este parava à sua frente, sabe lá de onde esse pernóstico ser havia saído. Só poderia ser dos confins do inferno, literalmente... Será que o ignoraria? Ficar com imagem manchada com dois companheiros já seria burrice, essa era a questão a se pensar. Por mais mal caráter, louco, todas as qualidades ruins existentes e inexistentes que o canceriano tivesse o deveria ter ao seu lado, assim como todos os demais. 

- Bom dia, Aster... - Dirige-se ao indivíduo. Por mais baixo que fosse ecoou por todas as extremidades do lugar. O cavaleiro de câncer manteve aquela sua face como se tivesse achando tudo engraçado. Irritara qualquer um, não tem como não, é um sujeito bem detestável, diga-se de passagem.  

- Bom dia, carneirinho dourado! - Exclama. - Hi hi hi hi. - Abria-se na gargalhada. Muriel agora o ignorava buscando sair dali, aquele lugar fedido e nojento... Por fim conseguira livrar-se do cúmulo de má coisas que era ele, sua cosmo energia não lhe exalava boa, por algum motivo. Ora, não estaria óbvio? Todas aquelas cabeças com desesperos empregados no seu rosto em praticamente quase todo o perímetro? Não restam dúvidas que é um mal caráter. 

Passa por  Leão, Virgem, Libra. Todas sem guardiões, e quando chega na casa de escorpião felizmente não tinha ninguém, já estava cheio de dar-lhe com os demais cavaleiros, queria logo chegar à Sala do Mestre para enfim saber o que tanto desejava para fazê-lo subir as doze casas. A de Sagitário estava vazia, e a de Capricórnio sem seu cavaleiro, muito provavelmente em alguma missão de reconhecimento. Por fim Aquário e Peixes também sem seus devidos guardiões. Atravessara os últimos degraus para chegar no templo. Pareciam intermináveis, quanto mais subia mais longe parecia ficar. Apesar de sua serenidade já estava perdendo a cabeça, e por sorte agora já estivera bem próximo. Abria o grande portão, caminhando pelo tapete vermelho que trassava um caminho até o trono onde Athena encontrava-se sentada. Este ajoelha-se, fazendo reverência à ambos.

- Enfim chegou. Bom, precisamos esperar que os outros dois compareçam... - Continuava ali. Mas quem será estes? Ficara com essa eminente dúvida devido  à ainda falta  de coragem para referir algo ao Papa. Tudo que lhe restava, seria aguardar ansiosamente, ali, de joelhos. 


_________________

Muriel, o cavaleiro de Áries!
avatar
Kenshin Himura
Aspirante

Escorpião Mensagens : 260
Data de inscrição : 05/03/2014
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por ADM Áster de Câncer em Dom Mar 29, 2015 6:30 pm

Os convocados


    Deveras, estava mesmo um dia lindo, realmente, admitimos. Não é Áster?. O dia estava tão maravilhoso com que mal tive minhas crises e Áster nem ficou falando no meu ouvido. Desculpe amigo, brincadeirinha!  Não sei, o dia está belo demais para ser verdade. Os raios de sol perfeitamente batem ao monte, não transmitindo calor excessivo. Mas sim, aquela sensação agradável de ver a luz do sol adentrando a sua casa pela manhã. E acompanhado a latente brisa que refresca toda a casa de Câncer. Junto daquele cheirinho de morte e de cadáveres! Ai nada como um doce e delicioso aroma de morte. E Nada mais belo do que caixões abertos, e moscas varejeiras pousando nas cabeças mortas e deixando seus ovinhos. De fato, era o dia perfeito! Não é Áster?

    Permanecemos ali no centro da casa de Câncer, apoiei-me na pilastra central e esperei o tempo passar. Quando de repente, o sereno homem da primeira casa surge, caminhando lentamente pela entrada da casa de Câncer. Hei Áster, um companheiro, precisamos parecer normais. Já fedemos a decomposição, então já estamos muito bem!. Este se aproximava e logo iniciava. - Bom dia Áster - brandou o guardião de Áries cumprimentando-nos, Não pude ficar sem falar nada, precisava aparentar ser uma pessoa sã de consciência - Bom dia carneirinho dourado! - O apelidei da primeira coisa que vinha em minha mente, e não contemos a gargalhada, havia sido muito engraçado. - He He He He - O ariano manteve-se sério e continuou a caminhar rumo a sala do mestre. brevemente sorri. É Áster, o ariano deve ter nos adorado!.  Ficamos ali por mais alguns instantes, e então caminhamos para frente da casa de Câncer, e lá sentamos. Continuamos a observar todo o reino, das casas a baixo á Câncer até mesmo os pátios e outras localidades do santuário. Quando percebemos, um homem trajando roupas normais, subia as escadarias que levavam á casa de Câncer. O homem tinha cabelos pretos, e carregava uma caixa sagrada. Olha Áster, alguém se aproxima. Nunca o vi antes. E você? O mesmo chegou próximo. A apenas seis degraus antes da entrada da quarta morada. - Áster é o seu nome? Você foi convocado á sala do mestre. -  Levantei-me na hora. Isso! tá vendo Áster, sei que você não acredita nisso, mas, se desejar profundo... Eu não sou Idiota Áster; E após isso, o homem vira-se, dando meia volta. Enquanto descia as escadas, dizia bem baixinho - Pelo amor dos Deuses, este homem está fedendo! - Bem Áster, vamos nos preparar. Caminhamos rumo a Sala do mestre, mas primeiro, passando por Leão, virgem, Libra e Escorpião. Não encontramos nenhum protetor, e depois Sagitário, Capricórnio, Aquário e peixes. Não encontramos ninguém também. Nossa Áster, que santuário mais vazio. E enfim. subimos a escadaria que liga Peixes á sala do mestre. Por fim, chegamos...  antes de adentrar na morada, tomamos ar em uma funda respiração e retiramos o elmo de câncer. Pressionamos a porta para frente e observamos a sala. A sala possuía longas pilastras brancas e bem desenhadas na lateral da sala. E um longo tapete vermelho que ligava a um breve lance de escadas que dava a um altar. Caminhamos lentamente por ela até encontrarmos os tais. Ali, de joelhos, observamos que o Ariano ali estava. E sentado em uma poltrona o mestre ao lado de Atena. Aproximamos cada vez mais e ainda de pé permaneci ao lado do ariano. - Saudações Mestre, e Atena. O que tem para agente? - Pausei sorrindo, só que desta vez, direcionando a palavra ao Ariano. - Olá carneirinho, você também foi selecionado? -          


By: Áster de Câncer♦

_________________
Sua cabeça irá enfeitar minha morada de Câncer!
avatar
ADM Áster de Câncer
Cavaleiro de Ouro

Mensagens : 58
Data de inscrição : 23/03/2015

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Oskar em Dom Mar 29, 2015 8:23 pm







Oskar de Cisne
‘‘Que uma chuva de diamantes caia sobre você e lhe congele para sempre!!’’ 


Convocação

Finalmente o jovem cavaleiro de bronze retorna ao Santuário após passar um longo tempo treinando nos campos gélidos da Sibéria. O dia era perfeito, ensolarado, porém não muito quente, exatamente como gostava Oskar. O jovem, andando lentamente, andara pelas ruas do famoso vilarejo de Rodorio, carregando em suas costas, a urna onde se encontrava sua armadura. Observando atentamente ao seu redor, o guerreiro chegara à entrada do Santuário. Respirou fundo e então adentrou. Ao se aproximar do coliseu, fora surpreendido por um soldado raso. - Você é o cavaleiro de Cisne? O Grande Mestre mandou chamar-lhe. - Disse, saindo rapidamente da vista de Oskar. O guerreiro não entendeu muito bem, mas era um chamado do Grande Mestre, devia ser algo importante, poderia ser uma grande oportunidade para o mesmo mostrar quem é. O cavaleiro então sem mais delongas, dirigiu-se às doze casas, que deveria cruzar para chegar ao salão do Grande mestre. Normalmente não eram permitidas entradas de cavaleiros de bronze ou prata nas doze casas, mas Oskar não se preocupava com isso, já que tinha a autorização do Papa. Parou na frente da casa de Áries e vestiu sua armadura. Com certa rapidez, adentrou e não encontrou nenhum cavaleiro de ouro ali, assim atravessou-a e se dirigiu à casa de Touro, que também se encontrava vazia. Ao chegar na casa de Gêmeos, sentiu um poderoso cosmo, mas que não lhe parecia uma ameaça. Logo deparou-se com a mulher cavaleiro, a protetora da casa. - Você não me parece ser um cavaleiro de Ouro... O que fazes aqui? - Indagou. - O Grande Mestre mandou me chamar. - Disse Oskar, com bastante tranquilidade. E então, após os dizeres do jovem, Lorijn, a protetora da casa de gêmeos, deixou-o passar. Depois de sair dali e continuar subindo as escadarias, o mesmo deparou-se com a casa de Câncer. O cheiro daquele lugar era terrível, e aquelas cabeças nas paredes e no chão eram amedrontadoras. O cavaleiro protetor de tal lugar, não estava ali, e com pressa, Oskar continuou a subir na direção do salão do Papa. Todas as casas que passou estavam vazias, o que o ajudou a chegar com mais velocidade ao seu objetivo. Com um pouco de cansaço, finalmente o guerreiro que estava curioso pra saber o que o Grande Mestre queria, chegou. Respirou um pouco e lentamente abriu as portas do salão, deparando-se com quem o chamou, a deusa Athena e mais dois outros cavaleiros, e os dois usavam armaduras douradas. Parou na porta por alguns segundos, observando aquele belo lugar e começou a andar lentamente pelo carpete vermelho. - Olá. - Disse em um baixo tom, ao se aproximar dos cavaleiros de ouro. O mesmo ajoelhou-se ao lado do ariano, apenas esperando para saber o que desejava o Papa.

Kane
Oskar Olavo Popovisck


avatar
Oskar
Admin

Peixes Mensagens : 93
Data de inscrição : 12/05/2013
Idade : 23

Dados do Saint
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Nível: 3

Ver perfil do usuário http://ssicr.forumgratis.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Kenshin Himura em Dom Mar 29, 2015 9:31 pm


Missão de Reconhecimento

Mas que pessoa detestável...  Segurava-se para não perder sua compostura, não era aquilo que deveras aprendido, zelar sua imagem seria melhor. E não manchá-la por pouca coisa sem importância nenhuma. Não naquele momento. Embora fosse inquestionável a forma arrogante que o canceriano insistia em manter. Tal verme imundo, sem escrúpulos, mal caráter acaba por direcionar uma pergunta ao cavaleiro de Áries, qual meante às circunstâncias é de certa forma induzido à responder.

- Se estou aqui, não é óbvio que sim?! -  Indaga com sua voz num tom baixo, o bastante para ser ouvido por todos ali apresente. Não tivera um motivo amplo pra não gostar do sujeito, apesar de algumas provas já apresentadas em sua morada. Minutos depois, mais um apresenta-se, o último qual faltara, Oskar. Enfim estariam todos devidamente ali... O Grande Mestre dar um passo a frente, voltado com seu olhar para eles aparentado estar concentrado, diga-se de passagem.

- Áster de Câncer... Tenha mais respeito! - Dissera relativamente sério. - Bom, mandei chamá-los com um intuito de uma missão de reconhecimento aos três. Recentemente não tive mais notícias dos Blue Warrios, não estão mais recebendo os chamados do Santuário. Vocês serão mandados à Sibéria e decretarão uma sentença a eles caso não apresentem nenhum motivo claro. - Explica. O cavaleiro de Câncer nem ao menos parecia prestar atenção no que o papa dizia. Que sujeitinho tosco... - Vocês deverão deixar a diferença de lado e aprenderem a trabalhar juntos. Regressem em breve ao santuário! - Foram as últimas palavras, rapidamente Muriel levanta-se, pedindo licença e se retirando em imediato. Se manter-se aqueles poucos minutos com Áster já foi difícil, imagine suportá-lo por uma viagem toda? Seria bem provável que se suicidá-se no meio do caminho.

De fato, foi muito menos o curto de tempo para retirar-se do santuário ao invés de subi-lo, buscara sempre estar a frente para não ter o desprazer de permanecer à companhia daquele indivíduo incômodo, sendo inevitável de todo jeito; No estábulo de Athena, pegara um cavalo, estando levando sua armadura na Pandora Box em suas costas enquanto cavalgava em rumo ao lugar cujo  objetivo fora-lhes determinados a cumprir. O cisne mal manifestava-se também, e Muriel não soubera ainda como seria sua personalidade, alguém à parte a ser conhecido, digamos.


_________________

Muriel, o cavaleiro de Áries!
avatar
Kenshin Himura
Aspirante

Escorpião Mensagens : 260
Data de inscrição : 05/03/2014
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por ADM Áster de Câncer em Dom Mar 29, 2015 11:20 pm

A ESTRADA DE FERRO


     Juro que minha vontade foi espanca-lo na frente do mestre e de Atena. Mas não seria gentil da nossa parte fazer isso. Após aquele " - Se estou aqui, não é óbvio que sim?! - ". Legal, é imitar esta vós com vós debochada e modificada. He He He, engraçado Não?. Não! Áster, você deve cortar isso antes que se acostume. Você não vai querer ter de matar um companheiro dourado não é? Claro que não!. Matar um companheiro é o mesmo que trair o santuário, o mesmo que cuspir na cara da Deusa. Entretanto, ouvimos o que o Papa tinha a dizer ainda permanecendo de pé. Mesmo parecendo não estar prestando a mínima atenção. Mantive-me concentrado e já calculando em minha mente quantos quilômetros de viagem percorreremos e qual a rota mais rápida para chegar á sibéria. Perambulando por toda a Europa, conheci uma rota que ligava a nação de Moldávia, e o sul da Rússia sem passar pela Ucrânia, através de um túnel natural abandonado. Mas primeiro tínhamos que passar primeiro a Macedônia, depois Bulgária, Romênia, até chegar em Moldávia. Após todas as palavras, levantamo-nos dando uma piscadinha de um olho para a Deusa. E Dei-me meia volta. Para não ser mal educado, estendi a mão esquerda para o alto, e acenei para ambos, Papa e Atena, simbolizando um Tchau. 

     Saímos pela porta e descemos as casas zodiacais. O semblante de pessoa brincalhona e insana embora sumia. Puis-me sério e permaneci o caminho inteiro calado. Chegamos ao estábulo, onde tínhamos permissão para pegar os cavalos que precisemos para a viagem. Escolhi um cavalo negro com cabelos marrons. Passei a cela e o acariciei no corpo. Instantes após, subimos no cavalo. Esperei os outros dois tomarem seus cavalos, e logo partimos para o norte. Ao galopar dos cavalos, esclareci o caminho. - Áries e Cisne, por hora, conheço uma trilha que leva á Russia. Esta estrada ao norte, liga três países. - Pausei. - E após o fim dela, entraremos em uma caverna abandonada, que liga aos montes gélidos da Rússia. No sul. Próximo a um vilarejo, onde podemos deixar os cavalos. - E então concluí. - A partir dali, teremos de seguir a pé. Os cavalos não aguentarão o frio do local. - Expliquei para ambos, e logo seguimos pela estrada de ferro, que parecia ser uma antiga ferrovia de trem. De fato, nunca havíamos passado por ali. Digo, Eu e Áster. Mas estudamos toda a geografia da Europa, por muitos anos, confinados. Por toda a viagem, sempre que dava, desviava o olhar apenas para se certificar que nenhum deles estavam tramando nada. Não conhecia nada sobre a história dos dois, e nem nada sobre a personalidade deles, e nem queria. Eu só confiava em Áster e Áster em min. Nada mais. Gostaria de cumprir a missão nos dada e ir-me embora o mais rápido possível. Contudo, chegamos a um período de viagem monótomo, os cavalos perderam o pique, mas mesmo assim continuamos na trajetória, só que em uma velocidade menor. O ambiente chato, sem ninguém puxar assunto com ninguém. Resolvemos iniciar o que havia de ser dito. - Notoriamente, pudemos reconhecer a pura insatisfação de sua parte ao te-lo como companheiro nesta missão, Carneirinho!. E Digo que não queremos trabalhar em grupo tanto quanto você!  Não foi gentil de sua parte tratar-nos com ignorância lá na sala do mestre. Então, passe a tratar eu e Áster com total respeito...   se não, terei que mata-lo!  - Impôs respeito o canceriano. E então continuava... - E isso serve para você também, loirinho! - Apontamos para o cavaleiro de bronze de cisne. Ora, ninguém jamais falou comigo desta maneira. Nem na prisão, quanto dirá um "metidinho de merda" como este. Dirigi-me a palavra aos mesmos, sem perder a compostura e sem desviar o olhar. Permaneci olhando freneticamente para frente, como se eu estivesse hipnotizado, enquanto esperava ação de ambos.         
By: Áster de Câncer?

_________________
Sua cabeça irá enfeitar minha morada de Câncer!
avatar
ADM Áster de Câncer
Cavaleiro de Ouro

Mensagens : 58
Data de inscrição : 23/03/2015

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Oskar em Ter Mar 31, 2015 6:23 pm







Oskar de Cisne
‘‘Que uma chuva de diamantes caia sobre você e lhe congele para sempre!!’’ 


Infantis

Mal havia chegado ao Santuário, e o cavaleiro de Cisne já teria que voltar à Sibéria. Isso para ele não seria o pior de tudo, mas sim, ter que aturar os dois outros cavaleiros de ouro por toda essa jornada. Muriel não parecia ser tão ruim, mas Aster, era visivelmente terrível. Isso podia-se ver por sua casa zodiacal e suas atitudes infantis. Oskar passara o tempo todo calado, apenas observando as atitudes dos dois, o que lhe era normal. O garoto não gostou muito da ideia de ter uma missão com outro alguém, pois é muito individualista, não suporta estar com outro alguém. Mas para infelicidade de Oskar, era preciso mudar-se para agradar o Grande Mestre e todos os outros Athenienses, se tornar um cavaleiro melhor para realizar o sonho de seu mestre de ser lembrado. No meio do caminho, Oskar tivera uma ideia genial do que fazer com o canceriano, mas ainda não era hora disso, teria que esperar um pouco para fazê-lo. Após ver Áster falar como falou com Muriel e com o jovem de Cisne, o mesmo teve certeza do havia pensado sobre o canceriano e também sobre que pensou em fazer, assim decidiu não esperar mais. - Vocês poderiam esperar um pouco? - Questionou, parando seu cavalo  para ir urinar ali perto. - Acho que podemos prosseguir agora... - Disse com um grande sorriso no rosto ao voltar, subindo em seu cavalo, e esperando que andassem um pouco na frente, para que pudesse fazer o que estava planejando. Tentando segurar o riso, Oskar usou de suas habilidades hidrocinéticas para manipular sua urina e jogar como um jato na direção da nuca Áster na tentativa de acertá-lo. Era quase impossível tentar segurar-se, sabia que se acertasse, o cavaleiro de ouro ficaria furioso, e que também talvez tentaria revidar de alguma forma. Seria hilário se o conseguisse, talvez também ganharia alguns pontos com o ariano, o que o motivou mais ainda a fazê-lo. 

Kane
Oskar Olavo Popovisck

avatar
Oskar
Admin

Peixes Mensagens : 93
Data de inscrição : 12/05/2013
Idade : 23

Dados do Saint
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Nível: 3

Ver perfil do usuário http://ssicr.forumgratis.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Kenshin Himura em Ter Mar 31, 2015 9:07 pm



Pecado...

Seria burrice ou estaria delirando? Tenha graça... Aquele ser imundo e deplorável querer ser alguém sério? Ha ha ha. Não soubera o que estaria mais abaixo que aquilo. Sim, tinha. O ameaçar já era um ponto muito mais além e insano, estaria assinando sua sentença de morte com isso. Áster com toda aquela sua "arrogância" de uma hora pra outra assumia uma postura outrora diferenciada, sendo de fato bem estranho.  

- Como alguém pôde mudar tanto assim de uma hora pra outra? - Refletia. Aquele homem já não demostrara ser quem realmente fora apresentado. Uma mudança de personalidade? Era um detalhe à se considerar. Ou melhor, essa resposta não estaria exposta à esse mundo, literalmente... Algo nele fazia com que o Ariano se sentisse incomodado, não era uma simples "opinião", e sim mais complexo... Espiritual, talvez. 

Não demostrava uma paz dentro de si, tal tornar-se peculiarmente interessante. Algo a estudar-se com mais profundidade, no entanto, não seria ali, muito menos naquela ocasião importuna e deveras não muito agradável melhor dizendo-se. Muriel estava à eminente companhia de dois sujeitos quais não conhecera, e de fato não é muito legal... Quem iria querer ficar à messes de indivíduos anônimos e muito provavelmente sem uma determinada capacidade intelectual? Pudera haver, não este. 

Cada vez mais ficara absurdamente visível o carma que lhe fora introduzido, mais uma cena sem eixo e total incapacidade; Uma "pausa" até então aparentemente simples, acaba por transformar-se num tumulto, atrasando ainda mais o dever que por si deveria ser realizado com unanimidade. Urina? Que nojo... Quem acharia aquilo interessante? Só uma pessoa com deficiência mental, como agora estaria revelando-se o Cisne.

O cavaleiro de bronze talvez por sua habilidade a meça contra o canceriano, formando uma espécie de "jato" expelido por seu órgão reprodutor; Dessa vez, é plausível com que o quê portara o azar de ter usufruído de tal ficar-se furioso. E era nada mais e nada menos que Áster... Quer dizer... Talvez fosse ele, pois aquele ser não se parecia nada com o mesmo. 

- Seu moleque! - Exclama. Sua raiva estaria empregada aos seus atos violentos. Tais consistiram num movimento brusco e de total impulsão, arremessando-lhe à alguns metros de distância, ficaria todo sujo e ralado. Já não bastando, segue em sua direção, pondo-lhe o braço em meio à suas calças pelas suas costas, puxando brutalmente para cima sua roupa íntima. Fora eminente a dor que estimava-se a sentir, algo bem mais profundo... De fato. O erro foi depois dirigir-se à Muriel, isso sim foi desnecessário. - E é isso que ocorrerá com você também caso continue com toda essa sua marra, carneirinho dourado! - Pecou feio. Arrumaria uma briga deveras alinhada composta de alguém que já passou por todos os tipos de treinamentos físicos e mentais. 

- Então venha e tente a sorte, seu lixo! - Indaga. Sua face estivera completamente séria, não deixaria com que alguém referi-se de tal forma à ele. Isso sim era inadmissível! Estaria à espera do cavaleiro de Câncer, qual rolam rumores que fosse um dos mais fortes guerreiros que protegem a deusa da Sabedoria. Bom, se for considerar-se isso estariam ao mesmo patamar, e ali seria decidido. Dessa vez foi diferente, cansou-se de esperar por mais que fosse um tempo mínimo, encaminhando numa velocidade outrora bem considerável, elevando seu cosmo ao seu punho empregando uma inquestionável força.


_________________

Muriel, o cavaleiro de Áries!
avatar
Kenshin Himura
Aspirante

Escorpião Mensagens : 260
Data de inscrição : 05/03/2014
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por ADM Áster de Câncer em Qua Abr 01, 2015 6:45 pm



Um cosmo sombrio


     Acredita? Aquele pirralho de um metro e meio de altura, simplesmente lançou urina de seu membro reprodutor em mim. Deveras, aquilo não foi-lhe agradável, que resultou em minha fúria. Pulei-me de meu cavalo e dirigi-me em direção ao garoto. Meu sangue fervia de ódio enquanto o agarrava pelos ombros e o levantava com apenas a palma das mãos. Chacoalhei, Chacoalhei até deixa-lo de cabeça para baixo, enfiando a mão por sua roupa interior, a puxei com toda a minha força. Logo em seguida, o girei pelas pernas e o arremessei para longe. O jovem caiu a cerca de doze metros completamente sujo, e ralado. Devido ao longínquo, o mesmo rolou e permaneceu estirado no chão. Dirigi-me ao Ariano que observava toda a minha violência sob o cisne com tais palavras - E é isso que ocorrerá com você também caso continue com toda essa sua marra, carneirinho dourado! - Sem mais delongas, alfinetei a fúria do ariano da pior maneira, e era apenas isso que eu precisava. Cheguei onde eu queria chegar; o mesmo investiu contra mim em um poderoso soco moldado com seu cosmo indagando toda a sua fúria com pequenos insultos - Então venha e tente a sorte, seu lixo! - Facilmente esquivei do soco furioso do Ariano movendo-me para o lado, e em seguida o mesmo desferiu outro de esquerda. E novamente consegui rapidamente esquivar inversamente para o outro lado. carreguei-me em meu punho e o emanei em auras de cosmo semelhante aos de Áries. Convertendo as auras de meu cosmo de dourado á azul ciano, desferi um poderoso soco contra o mesmo, forçando a ir para trás em esquiva. O mesmo ao tocar o solo, avançou novamente sem dar-se por vencido, e ligeiramente fiz o mesmo. Avançamos ambos com nossos cosmos modelados em auras intensas e nossos punhos se encontraram, gerando um estrondo. Tal intensidade dos cosmos no mesmo nível, geraram em abalos no ambiente, empurrando as folhas das arvores que ali estavam, desprendendo suas folhas dos pequenos galhos. A pressão emanada entre os dois choques cósmicos, foram capazes de jogar para longe os dois cavaleiros, que mesmo ainda caíram de pé. Os olhares se encontram, e com uma piscadinha de um olho Áster desfere a Muriel. Sorrindo ironicamente, Áster reconhece que Muriel não é um mero cavaleiro, não é um tipo de guerreiro que se daria por vencido independente da diferença de força que ele teria de um inimigo. Mas isso não importava, Áster e eu deveria mostrar a total diferença de poder que tínhamos sobre ele. Elevando meu cosmo até o limite, a aura de meu cosmo converteu-se a uma coloração roxa. Onde toda e energia se expandia fortemente deixando o ar pesado e cada vez mais sombrio. Toda a aura roxa envolveu-me assustadoramente e concentrou-se em meio dedo indicador, que era levantado para o ar. Maquiavelicamente, todo o cosmo de Áster era convocado a campo. Com o cosmo elevadíssimo do cavaleiro em níveis superiores, era capaz de fazer até o maior dos guerreiros ter temor a morte. Devido ao ar pesado, a sensibilidade dos cavalos o fizeram fugir, galopando assustados em linha reta, em sentido ao caminho que tomaremos. Porém, Áster não tinha total intensão de atacar seu companheiro. Por mais irritante que este seja, não alterava o fato de que era um companheiro. E então, o cosmo foi-se reduzindo lentamente, convertendo-se a uma insana gargalhada de pura demência mental. 

- HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAAAAA! - Sorrindo bruscamente, não conseguia parar de rir este. - Aposto que ficou com medo, carneirinho! - Nos recompúnhamos e seguimos em frente. Demos ás costas aos outros e seguimos nosso caminho com passos lentos. Com esperanças de encontrar nossos cavalos mais calmos lá na frente. Pois, ninguém merece ter de atravessar mais dois países a pé. Aproximei-me do cisne e o levantei. - Desculpe se fui muito arrogante com você amiguinho, Só não faça isso novamente! - Observei o jovem se limpando da sujeira do chão, e caminhando ao meu lado, mancando. - Você vem carneirinho? - Gritei lá da frente, aguardando a companhia do ariano.    


By: Everybody Áster de Câncer




_________________
Sua cabeça irá enfeitar minha morada de Câncer!
avatar
ADM Áster de Câncer
Cavaleiro de Ouro

Mensagens : 58
Data de inscrição : 23/03/2015

Dados do Saint
Cosmo:
1250/1250  (1250/1250)
HP:
1250/1250  (1250/1250)
Nível: 8

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Oskar em Qua Abr 01, 2015 8:55 pm







Oskar de Cisne
‘‘Que uma chuva de diamantes caia sobre você e lhe congele para sempre!!’’ 


Colossais

Bem, talvez a atitude que fora tomada por Oskar não fosse das melhores, após fazê-lo, o jovem sentiu um pouco de arrependimento, principalmente após ver o quão furioso ficara Áster, algo que já era possível prever que iria acontecer. Completamente enfurecido, o cavaleiro de ouro foi na direção do garoto, o chacoalhando e com uma grande força puxou sua roupa de baixo o máximo possível, arremessando-o doze metros, deixando-o com diversos arranhões e fazendo com que a urna de sua armadura que estava em suas costas ser lançada também para longe. A dor que sentira não era muita, não o suficiente para deixar de cair na gargalhada após ter atingido o cavaleiro de ouro. Oskar até pensou em vestir sua armadura para tentar revidar, mas logo após ver o próximo ato de Áster, ver havia dito à Muriel, desistiu disso, pois isso já deixara de ser algo para o mesmo resolver. Muriel estava enfurecido e o canceriano também. Será Oskar o causador disso tudo? Não, eles já desejavam fazê-lo há muito tempo, o cavaleiro de bronze só fez fazer transbordar o copo d'água, digamos. Devia o mesmo fazer algo para separá-los? Não, óbvio que não. O único que fizera foi observá-los brigar, sentado ali no chão onde fora arremessado, com um grande sorriso no rosto. Só tentaria apartar se as coisas piorarem. Não faria mal aos dois apenas uma briguinha, somente não poderiam perder o foco, pois a última coisa que queriam, obviamente, era decepcionar o Grande Mestre com tais atitudes. Os dois cavaleiros de ouro mostravam ser muito poderosos e isso era inegável, um iniciante como Oskar nem mesmo esforçando-se ao máximo poderia tentar vencer cavaleiros deste tipo, eram incríveis! O jovem ficou meio aflito assistindo a luta, torcendo para que não se matassem, mas sabia que não seriam capaz de fazê-lo, pelo menos por enquanto. O cavaleiro de bronze ficou ainda mais assustado após ver como Áster aumentou seu cosmo, mas depois de vê-lo reduzindo, se acalmou, era só mais uma exibição do canceriano. O Câncer aproximou-se de Oskar fixou seu olhar sério no mesmo e permaneceu completamente silencioso, apenas levantando-se e limpando-se, seguindo o cavaleiro dourado. O garoto continuara com a mesma impressão sobre Muriel e Áster, mas sabia agora que deveria ser mais cauteloso com os dois, e que os mesmos seriam grandes aliados. 

Kane
Oskar Olavo Popovisck

avatar
Oskar
Admin

Peixes Mensagens : 93
Data de inscrição : 12/05/2013
Idade : 23

Dados do Saint
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Nível: 3

Ver perfil do usuário http://ssicr.forumgratis.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por ADM Daënna em Qui Abr 02, 2015 2:48 pm

AVALIAÇÃO 

Muriel - Boa narração e não erros grutescos algo que possa ser bem aproveitável em tramas ON e quest's. 

Recompensa : + 2 níveis completos.

Áster - Ousou muito numa narração em primeira e fez bem. Utiliza bem as palavras despojando bem de sua variedade linguística. 

Recompensa : + 2 Níveis² 

Oskar roux : De todos os posts os seus foram mais curtos porém, caracterizavam apenas o necessário não tornando-se pesado de se ler. Tem uma variação das palavras boa de se lapidar. 

Recompensa : + 2 Níveis³ 
avatar
ADM Daënna
Admin

Aquário Mensagens : 158
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 17

Dados do Saint
Cosmo:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 2

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo OFF] Muriel, Oskar e Aster.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum